m

Num momento crucial, quando recrudescia nos Estados Unidas da América o índice de criminalidade, suicídio, abuso de drogas, principalmente entre os jovens, surgiu o livro “Inteligência Emocional” de Daniel Golemann – Editora Objetiva, 1995, expoente de uma teoria que redefine o que é ser inteligente. Determina que se deve dar mais atenção à competência emocional e social, enfocando a necessidade de cultivar  as aptidões emocionais do ser humano.

Ao  aprendizado formal deve-se acrescentar o alfabeto emocional ensinando-o juntamente com  tradicionais disciplinas como Matemática e Línguas. O propósito é o equilíbrio entre racionalidade e compaixão pois a cabeça e o coração precisam um do outro. Isto garantirá um futuro mais promissor. Aumentará a autoconsciência com maior controle dos sentimentos aflitivos. Ensinará a manter o otimismo, o respeito pelas diferenças individuais, ensinando a exercer cooperação e solidariedade.

Aristóteles, em “Ética a Nicômaco” refere-se à ira dizendo:”Qualquer um pode zangar-se – isso é fácil. Mas zangar-se com a pessoa certa, na medida certa, na hora certa, pelo motivo certo e da maneira certa – não é fácil.”

A assertividade dessas palavras podemos conferir a todo instante em episódios da vida pessoal, em manchetes midáticas que colocam em cena o destempero das personalidades.

Ante a ocorrência de “drive-by shooting” – rajadas de tiros disparados de carros em movimento – tornamo-nos vulneráveis à violência que pulula em toda parte.  Constatação que motivou  a explosão de pesquisas científicas visando o equilíbrio emocional.

Houve época em que apenas o quociente intelectual era considerado dado essencial para a definição do destino humano. Hoje vê-se que pessoas de quociente intelectual modesto podem sair-se de forma vantajosa na luta competitiva devido ao exercício de inegável auto controle. Demonstram  domínio dos impulsos violentos através da vontade fortalecida pela construção de um caráter mais íntegro e incorruptível.

A pessoa que desenvolve empatia – capacidade de ler, perceber e decodificar a emoção do outro – terá mais facilidade em prever explosões emocionais, evitar em tempo que o estopim do desequilíbrio entre em cena, desarticule a viabilidade de um vir-a-ser bem sucedido.

Aparelhagens para estudo e pesquisas  demonstram, através de visões do cérebro em funcionamento, que dados neurobiológicos dos centros nervosos nos levam a viver a guerra ou a paz, dependendo da adequação das emoções em suas manifestações.

A palavra emoção, cuja etimologia remete ao latim (movere + e) é igual afastar-se, indicando que há uma tendência a agir, implícita em todo processo emocional. Isto se vê nas crianças, nos animais, mas no adulto, a emoção – impulso arraigado para ação – está distanciada de uma reação óbvia, pois cada emoção prepara o corpo para uma resposta diferente.

É assim que verificamos mudanças biológicas como as que ocorrem na Ira: o sangue flui para as mãos ficando mais fácil pegar uma arma ou golpear o inimigo de forma intempestiva. Batimentos cardíacos  são acelerados pelo rompante de energia suficiente para uma ação vigorosa.

Ante o medo o sangue vai para os músculos   que envolvem esqueleto - como o das pernas - facilitando deslocamento rápido, fuga. O rosto lívido indica desvio do sangue, trazendo sensação gelada e imobilidade.

Respostas de relaxamento e calma encontramos na reação parassimpática ante as sensações amorosas. Assume o território o oposto da mobilização para lutar ou fugir. Percebemos assim que a emoção esmaga a razão.  

Por: Elzi Nascimento e Elzita Melo Quinta.

Comentem pessoal!!!

Por favor, aguarde enquanto preparamos sugestões de leitura para você...

Blogs com notícias similares:

Atualizado 21 minutos atrás.

Por Negócios em Negócios & Marketing desde 04/08/2014

http://negocios-mercado.dihitt.com Notícias de Negócios

Notícias de Negócios Mercado Empresarial e Ações http://negocios-mercado.blogspot.com.br/

Atualizado 14 minutos atrás.

Por Rafael em Negócios & Marketing desde 03/09/2013

http://digitalstorelizard.dihitt.com Digital Marketing Lizard

Este espaço serve de veículo e objeto que consiste em tornar pública, notícias, ofertas, representação de produtos, soluções e serviços independentes.

Atualizado 9 horas atrás.

Por Marcelo em Notícias locais desde 15/01/2011

http://cadernosete.dihitt.com Caderno7

O blog traz notícias e assuntos variados da cidade de São Gabriel e Metade Sul do Estado do RS, além de colunistas e conteúdo multimídia completo.

Ranking 1340º
Sua opinião: